Polícia investiga novas denúncias de abuso sexual contra Russell Brand

Ator enfrenta investigações adicionais da Polícia do Vale do Tâmisa após uma mulher fornecer “novas informações” sobre relatos de assédio

2 out
2023
– 22h48

(atualizado em 3/10/2023 às 10h33)




Foto: Instagram/Russell Brand / Pipoca Moderna

O ator Russell Brand (“Rock of Ages”) enfrenta investigações adicionais da Polícia do Vale do Tâmisa após uma mulher fornecer “novas informações” relacionadas a relatos de “assédio e perseguição” do ator, segundo a BBC. A Polícia Metropolitana de Londres já havia iniciado uma investigação sobre o comediante e ator, que foi acusado de estupro e/ou agressão sexual por quatro mulheres em uma investigação conjunta realizada pelos jornais The Times of London, The Sunday Times e o programa “Dispatches” do Channel 4. Brand negou veementemente as alegações.

A mulher que fez a nova acusação já havia procurado a polícia da região do vale do rio Tâmisa várias vezes entre 2018 e 2022, mas nenhuma ação foi tomada. Em 2017, Brand também acusou a mesma mulher de assédio contra ele. Agora, após as denúncias contra o ator chegaram à mídia, a polícia resolveu examinar melhor as informações, mas considera “inapropriado comentar sobre uma investigação em andamento”, segundo citação da força policial à BBC.

A Polícia Metropolitana de Londres também informou estar recebendo “inúmeras alegações de ofensas sexuais”, sem especificar nenhum caso.

 

Consequências

Desde a publicação do artigo no Times, a turnê de comédia de Brand foi adiada e seu contrato de publicação com a editora Pan Macmillan foi suspenso. A BBC também retirou de seu aplicativo alguns programas antigos apresentados por Brand, alegando que o conteúdo “não atende às expectativas do público”. Para completar, ele teve seus vídeos desmonetizados no YouTube. Um executivo da plataforma justificou que Brand não deveria poder “ganhar a vida” através da plataforma, mas acrescentou que atualmente não há planos para bani-lo.

O ex-marido da cantora Katy Perry negou qualquer ato criminoso e afirmou que todos os seus relacionamentos foram consensuais. Mas no primeiro vídeo publicado após a exposição, Brand ignorou as denúncias para apostar em teoria de conspiração, descrevendo os jornais e a TV que deram voz às acusações como “essas organizações”, que em sua visão colaboram “na construção de narrativas”. Ele prometeu novos vídeos para denunciar “o estado profundo, o complexo industrial-militar, grandes farmacêuticas, corrupção e censura na mídia”.

Veja abaixo um vídeo da investigação divulgado pelo grupo jornalístico Times.

We would like to thank the author of this post for this remarkable web content

Polícia investiga novas denúncias de abuso sexual contra Russell Brand